Pesquise no Grupo AVPH

loading...

Camu camu

Camu camu - Flora AVPH Camu camu - Flora AVPH
Camu camu - Flora AVPH Camu camu - Flora AVPH

   O Camu camu (Myrciaria dubia) é originária da região amazônica, onde ocorre nas margens dos rios e lagos, com a parte inferior do caule freqüentemente submersa, sendo ainda pouco disseminada. Desenvolve-se em climas quentes, úmidos, em solos ricos em matéria orgânica e com disponibilidade de água.

   É um arbusto de pequeno porte, com até 3 metros de altura, Apresenta caule com casca lisa, folhas lisas e brilhantes que são avermelhadas quando jovens, mas se tornam verdes mais tarde. As flores, brancas e aromáticas, aglomeram-se em grupos de 3 a 4. Seus frutos arredondados, com coloração avermelhada que vão escurecendo à medida que amadurecem, até ficarem roxo-escuro quando totalmente maduros, sua polpa é aquosa envolvendo uma semente verde. O camu-camu frutifica de novembro a março e a propagação é feita por meio de semente ou enxertia, e neste caso a produção pode ter início no segundo ano.

   Atualmente vêm sendo feitas seleções de plantas com frutos mais doces e com a intenção de tornar a planta mais produtiva (viabilizando sua produção comercial) , pois os frutos apresentam altos valores nutritivos em especial de vitamina C ( maior até do que o da acerola ), o que os torna também muito ácidos, sendo mais utilizados como suco, polpa, doces, geleias, além de desidratados e comercializados em cápsulas com alto teor de vitamina C. Na Amazônia peruana o camu camu é pouco consumido in natura. Por ser bastante ácido, apesar de doce, é fruta preferida para o preparo de refrescos, sorvetes, picolés, geléias, doces ou licores, além de acrescentar sabor e cor a diferentes tipos de tortas e sobremesas feitas à base de outras frutas. Em todas as situações, a casca deve ser acrescentada juntamente com a polpa suculenta da fruta, pois é nela que se concentra a maior parte dos teores nutritivos.

   Os frutos do camu camu são pequenas esferas do tamanho de cerejas, de casca mais resistente do que a acerola, lembrando a jabuticaba: sua casca, ao se romper na boca, deixa escapar o caldo da polpa, que fica envolto em uma semente única.

   Muitas vezes, as frutinhas são encontradas em tamanha quantidade, que o colorido que dão à margem das águas amazônicas chama a atenção de qualquer pessoa. Em Roraima onde ela pode ser encontrada em profusão, há até mesmo um bairro da cidade de Boa Vista que foi batizado em homenagem à fruta, com o nome de "caçari". O camu-camu é utilizado como tira-gosto pelos pescadores, durante longas horas em que permanecem à beira d'água, próximos aos arbustos repletos de frutos. Na pescaria, a fruta é também utilizada como isca para o tambaqui, um dos melhores e mais comuns peixes amazônicos.

Dados do Vegetal:
Nome: Camu camu
Nome Popular: Camu camu, caçari, Cauari.
Nome Científico:Myrciaria dubia
Família:Myrtaceae
Época: Holoceno
Local de Origem: Brasil
Diâmetro do tronco:
Altura: 3 metros
Longevidade:20 anos



loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.